Criando Novos Hábitos: Esboce sua Rotina

Este post faz parte da série Ponto de Equilíbrio.Você pode conferir os outros posts aqui! 

 

Talvez um dos pontos mais difíceis na mudança de vida que tanto desejamos esteja na força que nossos maus hábitos têm sobre nós. Querendo ou não, tudo parte daí. Quando comecei a ler o livro O Ponto de Equilíbrio estava em frangalhos e precisava mudar algo em minha vida, pois meu estômago já estava gritando por socorro e meu emocional também. Tudo o que eu queria era tranquilidade.

E por mais que este seja um estado de espírito, muitos dos meus hábitos me levavam na direção contrária. Quanto mais tempo passava nutrindo a minha ansiedade, mais doente eu ficava e menos tranquila estava com relação ao meu futuro.

Carter diz que o desenvolvimento de hábitos precisa ser despretensioso. Nada de colocar expectativas demais nesse processo, porque ele precisa ser tranquilo para o “elefante” – representação dos nossos hábitos no livro. O condutor – que somos nós- tem pouca energia para guiar o elefante por longos períodos de tempo. Por isso, começar com pequenos passos é o princípio de tudo.

Hoje vamos falar sobre a primeira dica para começar esse processo. Vamos lá?

Dica 1: Esboce um rascunho da sua rotina

Como tudo na vida, você precisa saber onde está para conseguir traçar um plano em outra direção. Sendo assim, o primeiro passo é “passar algum tempo projetando o hábito ou rotina que você gostaria de criar”. Mas por que planejar?

Voltamos a história do elefante e do condutor. Como o mau hábito já está criado, ou seja, seu elefante age da mesma forma no modo automático, é necessário criar um “plano de voo” que inclua exatamente o que o elefante precisa fazer quando estiver no piloto automático.

Por exemplo, eu preciso beber mais água. Não é algo muito natural para mim ficar bebendo água, mesmo trabalhando em casa. Porém esse é um hábito que preciso desenvolver e percebi que quando tenho uma garrafa cheia de água perto de mim, consumo mais água naturalmente.

A chave é descobrir onde a rotina começa.

Crie algum tipo de recompensa rápida

A cada novo hábito desenvolvido e mantido (não adianta fazer um mês e parar), estipule uma recompensa instantânea e que crie um reforço positivo em seu cérebro. Não precisa ser algo que dependa de terceiros ou gastos financeiros.

No meu exemplo, quando bebo a quantidade de água recomendada pra mim danço pela casa ao som das minhas músicas preferidas. É só dar play e pronto! Meu cérebro recebe automaticamente um reforço positivo para o meu novo hábito. Isso me ajuda a mantê-lo e consequentemente me deixa mais feliz e saudável.

Sua recompensa rápida precisa possibilitar e fortalecer sua saúde e felicidade. Já temos culpas demais na rotina e a ideia é ir se livrando delas com hábitos e atitudes positivas. É difícil no começo, até porque o elefante é maior que você, mas as trilhas são abertas aos poucos e com bons reforços positivos.

A maioria das pessoas não se dedica a construir uma rotina, por isso às vezes perde o controle das coisas. Como as seis da manhã não tenho muito controle, preciso da ajuda do piloto automático.

Carter

O importante é não desistir. Lembre-se: tolerar um pouco de desconforto faz parte do processo de crescimento.

 

Anúncios